domingo, 12 de dezembro de 2010

11/12/2010

Eu gosto da sensação de lavar o rosto na água tão fria que prendo a respiração e engulo o ar involuntariamente.

sábado, 11 de dezembro de 2010

Ela diiiisse adeus...

Então é isso. Foi-se embora uma margarida. Uma fase dessa etapa da vida foi vencida. Dentre mortos e feridos, estamos vivas.! É o que importa. Vivas e mais fortes, cada uma do seu jeito, mas vivas e mais fortes pra encarar novas batalhas.
Não desejo nada de mal, pelo contrário, espero que siga seu caminho e seja muito feliz em todas as escolhas que fizer. Até sentirei falta, eu sinto falta quando não tenho alguém pra brigar... Parece que as coisas perdem a graça. Fui mal acostumada pela minha família caótica.
Enfim, é isso. Só pra registrar. =)

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

opa, uma observação...
"Talvez sejam felizes assim: personagens esquecidos de um conto que ninguém escreveu." - Ana Paula

Decadente

A chuva lá fora cai forte. Na Califórnia quase nunca chove. Isso é tortura, só pra relembrar dias e noites chorosos em um cômodo sozinha no Brasil. Solidão é o estado do meu ser.
Os carros passam e aquele som de rodas no asfalto mollhado me preenchem com nostalgia. A luz amarela do poste lá fora refletida na minha janela me deixa com um ar decadente. Ela brilha mais que os outros dias. Ela reflete na água da borda. Da borda da janela. Que reflete na água da borda. Da borda dos meus olhos. Decadentes.
A caneca com chá esfriando no criado mudo e eu pensando na fumaça do cigarro que não fumo. Decadência total, eu sei, já disse.
Eu olho pela janela, pela chuva, pelas lágrimas e vejo a fumaça dos mil cigarros que não fumo e que invadiu o mundo e está subindo rumo aos céus carregada pelo vento lá fora... De repente a porta é posta abaixo com um chute e ela entra sem hesitar, me pega em seus braços, me aperta, me sacode, me enlouquece. Desespero. Irmã maldita. Volte para sua casa de espelhos e me deixe cair na decadência completa que espera qualquer Delírio.
Finais reais e felizes não existem pra quem alucina. Tem de tudo nesse conto de fadas, menos a princesa delicada que tem o dom do 'viver feliz pra sempre' em suas mãos.
Quem já foi Deleite também tem o direito de ser decadência.
Vivo assim esperando que o mundo acabe entre um ataque e outro.



dã, esquece o conto de fadas, a bruxa sempre se fode mesmo o.õ
Ah, época perfeita da minha vida. Maldito inferno astral. Odeio fim de ano. Odeio dezembro. Inteirinho.

Eu tô entrando em desespero. Eu tô morrendo... Socorro...

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010



Egoísmo da porra.
Queria enfiar minha cabeça num buraco com dinamite e explodir, sei lá, colocar ela numa daquelas armadilhas de urso e arrancar ela do meu pescoço.
Aperto no peito, indecisão, dúvida, expectativa, saudade, carência, impotência...

aldito tempo que não acaba (porque as frases não precisam de primeiras letras). preciso tomar uma atitude na minha vida.

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

A quem for de interesse

Muito além do cidadão Kane:
Baixar (via Megaupload)

Documentário que foi proibido de circular no Brasil... acho que merece uma conferida ein.!

O documentário acompanha o envolvimento e o apoio da Globo à ditadura militar brasileira, sua parceria com o grupo americano Time Warner (naquela época, Time-Life), algumas práticas vistas como manipulação feitas pela emissora de Marinho (incluindo um suposto auxílio dado a uma tentativa de fraude nas eleições fluminenses de 1982 para impedir a vitória de Leonel Brizola, a cobertura tendenciosa do movimento das Diretas-Já, em 1984, quando a emissora noticiou um importante comício como um evento de comemoração ao aniversário de São Paulo, e a edição, para o Jornal Nacional, do debate do segundo turno das eleições presidenciais brasileiras de 1989, de modo a favorecer o candidato Fernando Collor de Mello frente a Luís Inácio Lula da Silva), além de uma controversa negociação envolvendo ações da NEC Corporation e contratos governamentais à época em que José Sarney era presidente da República.
O documentário apresenta depoimentos de destacadas personalidades brasileiras, como o cantor e compositor Chico Buarque de Hollanda que na época tinha um programa na emissora, os políticos Leonel Brizola e Antônio Carlos Magalhães, o ex-Ministro da Justiça Armando Falcão, o publicitário Washington Olivetto, o escritor Dias Gomes, os jornalistas Walter Clark, Armando Nogueira e Gabriel Priolli e o atual futuro ex-presidente do Brasil Luís Inácio Lula da Silva.

sábado, 30 de outubro de 2010

Definitivamente



"Ninguém tá escutando o que eu quero dizer
Ninguém tá me dizendo o que eu quero escutar
Ninguém tá explicando o que eu entender
Ninguém tá entendento o que eu quero explicar"

Gabriel o Pensador

_____________________________
Tenho me perguntado como é que agente sente tão forte no coração se agente sabe que tudo acontece na cabeça?
Como faz pra controlar???
Agente cansa de brincar da mesma coisa...
Foi bom mudar, porque eu nunca iria perceber o quanto eu realmente preciso dos velhos ares.

~>Impossível viver sozinho.
52 days left...

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Vou te contar viu... Stupid girls!

http://www.youtube.com/watch?v=4wSyhXCPh5M


Stupid girl, stupid girls, stupid girls
Maybe if I act like that, that guy will call me back
Porno Paparazzi girl, I don't wanna be a stupid girl

Go to Fred Segal, you'll find them there
Laughing loud so all the little people stare
Looking for a daddy to pay for the champagne
(Drop a name)
What happened to the dreams of a girl president
She's dancing in the video next to 50 Cent
They travel in packs of two or three
With their itsy bitsy doggies and their teeny-weeny tees
Where, oh where, have the smart people gone?
Oh where, oh where could they be?

Maybe if I act like that, that guy will call me back
Porno Paparazzi girl, I don't wanna be a stupid girl
Baby if I act like that, flipping my blond hair back
Push up my bra like that, I don't wanna be a stupid girl

(Break it down now)
Disease's growing, it's epidemic
I'm scared that there ain't a cure
The world believes it and I'm going crazy
I cannot take any more
I'm so glad that I'll never fit in
That will never be me
Outcasts and girls with ambition
That's what I wanna see
Disasters all around
World despaired
Their only concern
Will they **** up my hair

Maybe if I act like that, that guy will call me back
Porno Paparazzi girl, I don't wanna be a stupid girl
Baby if I act like that, flipping my blond hair back
Push up my bra like that, I don't wanna be a stupid girl

[Interlude]
Oh my god you guys, I totally had more than 300 calories
That was so not sexy, no
Good one, can I borrow that?
[Vomits]
I WILL BE SKINNY

(Do ya thing, do ya thing, do ya thing)
(I like this, like this, like this)
Pretty will you fuck me girl, silly as a lucky girl
Pull my head and suck it girl, stupid girl!
Pretty would you fuck me girl, silly as a lucky girl
Pull my head and suck it girl, stupid girl!

Baby if I act like that, flipping my blond hair back
Push up my bra like that, stupid girl!

Maybe if I act like that, that guy will call me back
Porno Paparazzi girl, I don't wanna be a stupid girl
Baby if I act like that, flipping my blond hair back
Push up my bra like that, I don't wanna be a stupid girl

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Pra mim isso é incrível.!

Cientistas decobriram a pronúncia do Babilônico, o que é bem legal. Eles dizem que não sabem se os babilônicos aprovariam a pronúncia, mas que estão 'prety sure' de que está correta. (by the way, a língua foi exinta ha 2 mil anos... te lembra algo?)

www.speechisfire.com

Aqui tem umas gravações com a pronúncia. E o mais legal é que são gravações de textos encontrados, como encantações e orações aos Deuses...

Achei legal ^^

______________________________________

Outra coisa legal:
http://torqueteam.wordpress.com/2009/02/19/o-martelo-de-kingoodie/

Não dizer nada porque é um blog e o cara diz tudo no post. Blog legal.

sábado, 21 de agosto de 2010

Das coisas que realmente sinto falta


Dela choramingando sentada na beira da cortina. Dela pulando e pedindo por qualquer coisa (colo, comida). Deles fazendo blup blup pra me acordar pedindo comida. Do cheiro de incenso e vela queimada no meu quarto. De silêncio. Do barulho. De um sofá confortável pra deitar. De televisão. De baixar filmes e séries. De cachorros e gatos de rua. Do pessoal do Coven que conheci. Dele chegando em casa calado. Do perfume dele quando diz que tá saindo. De cantar e dançar e conversar sozinha. Mas mais do que tudo, eu sinto falta dele. Do carinho, do calor, da voz, do cabelo, do cheiro, do abraço, do beijo, do sexo, do suor, do frio que fica, do colo, do cafuné, das pisadas fortes no chão, da conchinha, de massagem, dele vidrado na tv enquanto eu converso e até das despedidas...

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Yeah, now it's California baby...

(enquanto espero o maldito site da CAPES carregar pra colocar meus dados bancários pra receber o pagamento e essa merda demora e eu to morta de cansaço... Bem, é só o começo de seis meses, vamos ver no que dá. Até agora tem sido legal)

quinta-feira, 22 de abril de 2010

AAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHH

(não achei o nome do autor da imagem, mas paguei pau)

Cheia, tão cheia que transbordo.
transbordo tudo
tudo.
mudo,
no meu mundo.
transbordo e não falo.
calo meu calo,
a ferida que você pisa,
e como
o pão que você pisou
amassou
DIABOS.!
transbordo
vomito essa merda
em silêncio
no quarto com o nariz vermelho

respeito é o caralho
é ódio.

aprendi que pra tomar o leite agente tem que desligar o fogo e esperar ele parar de ferver,
de transbordar

... que você nunca precise me engolir transbordando
fervendo
derramando
me tomar...
tomara.
Diabos.!

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010


Os dias vão passando sem nenhum significado, sem nenhum plano ou ambição, sem nenhum objetivo.
Agente trabalha, estuda, namora, come, dorme, toma banho, assiste um pouco de TV, recolhe a sujeira do cachorro, arruma a cozinha, etc etc etc... e nada. Caminhando rumo ao nada.
É estranho isso pra uma pessoa que sempre foi sonhadora.
Mas sem objetivos uma pessoa se cansa de tudo, se perde em si mesma sem poder se encontrar; e então os outros já não a reconhecem mais, as fotografias, as cartas, os sonhos, nada faz o mínimo sentido, aquela pessoa não existe mais.
E é assim todos os dias, deixando de existir nos outros e em mim mesma que sigo meu caminho sem saber onde chegar e sem saber se realmente quero chegar.


"E se tu olhares, durante muito tempo, para um abismo, o abismo também olha para dentro de ti"
Friedrich Nietzsche


já não sei se consigo mais cuidar de mim.

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Sware you will never erase me...


Bico.
Uma despedida seca.
Assim começa...
Um bouquet, um abraço e beijos no pescoço.
_Vou te levar em casa.
_Não precisa, está na hora de você ir pro Kung Fu.
_Não tem problema, eu vou depois, mais tarde, amanhã talvez.
...
Pedidos de desculpas.
Palavras secas. Lágrimas. Nariz vermelho.
...
Ela cede.
Ele chora.
O coração dela dói. Ela pode chorar, ela sempre chora, sempre. Ele não. Ele não pode chorar. Por que ele chora?
Eterno ou findo?
"Amo você, pra sempre" ou"Não sei se posso te fazer feliz por muito mais tempo"?
Confusão.
Ela desespera. Ninguém quer o fim.
Por que existem finais?
Eles têm tanto orgulho do casal que são. Todos têm muito apreço pelo que eles são.
Eles não sabem muito bem porquê choram. Não fazem muita idéia das palavras que saem de suas bocas. Mas se abraçam, carinhosamente, calorosamente. E se beijam. Assim os acordos são selados, com um beijo.
_Eu quero te fazer feliz.
_Eu quero ser feliz com você.
De repente os problemas desaparecem e voltam a ser perfeitos um para o outro. Para sempre.

Tão lindo... Como eu poderia dispensar toda essa alegria? Não faria sentido. A única coisa que posso dizer é que sou apaixonada por você, Tainá, que te ver sorrindo é a maior alegria do mundo. Tenho sim muito orgulho do que somos e sei que nada disso poderia acontecer com nenhuma outra pessoa em nenhum outro lugar do mundo.É você quem eu quero pelo resto da vida, você e só você. Te amo.

_________________________________________________________________
Clementine: I'm not perfect.
Joel: I can't see anything that I don't like about you. Right now, I can't.
Clementine: But you will. But you will. You know, you will think of things, and I'll get bored with you and feel trapped... because that's what happens with me.
Joel: Okay.
Clementine: Okay.

Okay. Okay.