sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010


Os dias vão passando sem nenhum significado, sem nenhum plano ou ambição, sem nenhum objetivo.
Agente trabalha, estuda, namora, come, dorme, toma banho, assiste um pouco de TV, recolhe a sujeira do cachorro, arruma a cozinha, etc etc etc... e nada. Caminhando rumo ao nada.
É estranho isso pra uma pessoa que sempre foi sonhadora.
Mas sem objetivos uma pessoa se cansa de tudo, se perde em si mesma sem poder se encontrar; e então os outros já não a reconhecem mais, as fotografias, as cartas, os sonhos, nada faz o mínimo sentido, aquela pessoa não existe mais.
E é assim todos os dias, deixando de existir nos outros e em mim mesma que sigo meu caminho sem saber onde chegar e sem saber se realmente quero chegar.


"E se tu olhares, durante muito tempo, para um abismo, o abismo também olha para dentro de ti"
Friedrich Nietzsche


já não sei se consigo mais cuidar de mim.

4 comentários:

kal's disse...

Porque eu sempre sei como você se sente?

Tainá Simples disse...

e porque eu nunca sei?

Me sinto a vaquinha da velha e enjoativa (a ti) história do monge, seu discípulo e o camponês. Na verdade, já muito me senti assim.

Não mudamos se não quisermos. Mas há bens estimados que fazem que pensemos que não queremos mudar.

Há bens que vêm pra mal, da mesma forma há mals que vem para bens.

Anderson disse...

A evolução nos faz termos consciência as vzs afirmativas mas também interrogativas.
Muitas vzs criamos um mundo não para nosso "eu" viver e sim para mostrar aos outros o que desejamos ou fingimos ser, sem perceber que os outros também fazem o mesmo e esperam nossas vitórias e derrotas. E quando nos questionamos o que e verdade e o que é apenas ilusão, estamos dando um passo para o começo de uma transformação que pode doer de principio pois a verdade doe porem também liberta.
Sempre nos questionamos e chegamos a conclusão que estamos perdidos ou um pouco fora da rota.
Mesmo aquele que se diz convicto em seu caminho um dia para a beira da estrada para refleti o porque de estar nesta estrada.
Mas também há a lacuna. E também a possibilidade tudo aqui dito ser uma grande ilusão.

Lyra disse...

Olá,

Encontrei este sitio absolutamente delicioso para se desenhar, "desabafar" e descontrair :o)

Percebi que não é preciso sabermos desenhar bem para ilustrarmos ou "escrevermos" o que nos vai na alma através do desenho...E às vezes é bem mais fácil desenharmos o que nos vai na alma em..."silêncio"

E pode-se sempre adicionar o desenho ao blog ou enviá-lo por e-mail a alguém.

www.sketchtag.com - visita - vale mesmo a pena! Divirte-te!


Até breve.

;O)

Lyra