domingo, 15 de abril de 2012

Sobre choro e abraço

Imagem DAQUI

Se me vir, ouvir, ou sentir estar a chorar... Por favor me abrace.
Às vezes espirro, dou crise, coço, destampo a gargalhar, só pra encobrir a lágrima, o vermelho do nariz e as pintinhas que sobressaem ao lado do olho direito.
Se você ao menos suspeitar, mesmo que distante e sem me ver, que eu esteja a chorar... me abrace.
Me abrace forte, com coração e alma. Me abrace sinceramente.
Mas já aviso de antemão, você pode acabar sentindo a minha dor por um momento, aquele aperto no peito, na garganta, o machucado do ego. E então eu me desmancho, me desfaço, viro mar. Mas por favor, não deixe nunca de me abraçar.

Um comentário:

Kal disse...

Poxa, queria poder te abraçar agora...