terça-feira, 11 de março de 2008

Perder e encontrar

Fico pensando no fato de perder e encontrar objetos. Cada objeto que você encontra na rua tem uma história, um significado na vida de alguém, e o fato de tê-lo perdido pode muito bem ter mudado completamente o rumo que a vida dessa pessoa seguia. Ou não.
Você já passou pela situação de perder algo realmente importante pra você? Não ficou se perguntando quem poderia ter encontrado ou se daria o devido valor àquilo?
Bem, há algum tempo queria falar disso aqui.
Parei pra pensar nisso há algum tempo quando perdi algo realmente importante. Nunca tinha me importado com objetos, se perdi, estraguei, etc., podia muito bem comprar outro. Mas quando ele tem um valor muito grande na sua vida, um significado realmente, você se sente afetado pelo fato.
Perdi um colar, algo que me incomoda até hoje. Um colar. Não me importaria, já perdi um anel de brilhante. Mas esse colar... Fico imaginando quem foi que achou, se a pessoa usa, se ela se importa com o passado do colar... Fico imaginando o que eu faria se encontrasse alguém com o MEU colar. Queria poder encontrar a pessoa que o possui hoje. Não ia pegar de volta(apesar da vontade), mas por saber que ele é unico eu o reconheceria. E então eu pediria à pessoa que cuidasse dele com todo carinho do mundo, que desse à ele seu devido valor(não monetário, mas sentimental), porque pra alguém ele vale mais do que todos os tesouros do mundo.
Encontrei já algumas coisas na rua. Um carrinho de madeira, um toca-discos, um enfeitezinho que tenho na mesa do computador... muitas coisas. Fico pensando na criança triste que não sabe onde deixou o brinquedo e o pai o condenando. No senhor que deixou o toca-discos na rua porque o fazia lembrar da mulher que morrera há alguns anos e costumava passar o dia todo ouvindo seus vinis. No moço supersticioso que comprou uma mini caranca em alguma cidade em volta do Velho Chico e a carregava no bolso, ao tirar a carteira acabou deixando cair.
Cada objeto, uma história. Gosto de valorizá-los. Só me dói não saber se valorizam o que já foi meu.

3 comentários:

Ravnos_Blacklotus disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ravnos_Blacklotus disse...

O importante é que vc tenha valorizado.
Acho que objetos serão sempre objetos... nos trazem lembranças de momentos bons, sim... mas antes de valorizar os objetos, devemos valorizar mais as pessoas...
Você valorizou elas enquanto pode?

Ravnos_Blacklotus disse...

Ah...
não perca a chave.
isso eu acho que não pode ser reposto...