terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Thane

Era uma vez uma menina das ideias enroladas,
Como os cachos do seu cabelo.
E ela tinha a alma tão doída...
Ela sentia tanto as dores do mundo,
Que chegava a doer na gente as dores dela.

Um comentário:

Anônimo disse...

doida e doída,
carrega o mundo nos cachos, um dia vai morrer... de tanta saudade!